Painel Isotérmico versus Gesso

0 Comentários

Todos os materiais que usam como base o gesso, seja a Placa de Gesso, o Gesso de Paris ou o Drywall, são extremamente sensíveis, além de não possuírem isolamento térmico tal como o Painel Isotérmico, que além de ser resistente é um material muito sustentável, por ser 100 % reciclável e não utilizar água em sua instalação.

O que é Painel Isotérmico?

Painéis Isotérmicos são módulos pré-fabricados de fácil higienização e prática montagem, que podem ser utilizados em diversos segmentos e situações nas quais se deseja/necessita de controle de temperatura.

Diminui a troca de calor do ambiente interno com o externo, e com isso economiza energia.

Conhecidos também como: Painel Termo Isolante, Painel Autoportante, Painel Monolítico, Painel Frigorífico ou Painel Sandwich, é uma placa de termo isolante, revestida com uma chapa de aço em cada lado, ambas pintadas na cor branca (RAL 9003).

Principais Características do Painel Isotérmico

  • Livre de CFC, ou seja, retardante de chama;
  • Revestimento em aço zincado pré-pintado na cor branca RAL 9003, ou em galvalume;
  • Perfil de acabamento pode ser liso ou filetado;
  • Encaixe do núcleo isolante no sistema de macho/fêmea, o que torna a instalação mais fácil e rápida;
  • Sustentável.

O Painel Isotérmico é um produto extremamente versátil, podendo ser empregado em uma infinidade de projetos, por exemplo:

Vantagens do Uso de Painel Isotérmico de EPS

  • Fácil e rápida instalação, desmontagem, ampliação e reforma
  • Evita passagem de calor, conservando a temperatura do ambiente
  • Economia de energia com sistemas de climatização
  • Selagem hermética
  • Completamente adaptável, atendendo qualquer exigência de uso e projeto
  • São leves
  • Conforto térmico e acústico
  • Sustentável, pois não utiliza água no seu processo produtivo e não emite resíduos industriais. Além de ser 100 % reciclável e reutilizável
  • Versátil e Layout flexível
  • Sistema de encaixe macho/fêmea
  • Retardador de chama.

Uma das principais vantagens do Painel Isotérmico, além das citadas acima, é o controle de umidade. Para falar desse assunto, preparamos um e-book, totalmente gratuito, sobre os benefícios do controle de umidade. Clique na imagem abaixo para receber o conteúdo completo:

 

O Que é Placa de Gesso?

É o nome genérico para a família de produtos de placas que consiste de um núcleo não combustível, composto de gesso, uma superfície de papel em cada face e bordas longas. A placa de gesso é um dos vários materiais de construção abrangidos pelo termo guarda-chuva “produtos de painel de gesso”. Todos os produtos de painel de gesso contêm núcleo de gesso, no entanto, eles podem ser confrontados com uma variedade de materiais diferentes, incluindo papel e fibra de vidro.

A Placa de Gesso difere de outros produtos de construção do tipo painel, como compensado e painel de fibra, por causa de seus facetadores de núcleo e papel não combustível. Quando as juntas e as cabeças dos fixadores são cobertas por um sistema composto, o painel da parede de gesso cria uma superfície contínua adequada para a maioria das decorações de interiores.

 

Tipos de Placas de Gesso

Os produtores de gesso oferecem produtos de placa de gesso para algumas aplicações específicas, incluindo: a camada superficial de paredes e tetos internos, revestimentos exteriores e sofitos, paredes de incêndio (separação de área entre ocupações) e a camada resistente ao fogo sobre os elementos estruturais.

Placas de gesso de tamanho padrão possuem 48 polegadas de largura e 8, 10, 12 ou 14 metros de comprimento. A largura de 48 polegadas é compatível com os métodos de enquadramento padrão nos quais os pinos ou travessas são espaçados de 16 polegadas e 24 polegadas (outros comprimentos e larguras da placa de gipsita somente são disponíveis por encomenda especial).

 

Limitações de Uso da Placa de Gesso

Para instalação de placas de gesso e acabamentos, manter a temperatura ambiente não inferior a 5 °C para a aplicação mecânica da placa de gesso e não inferior a 10 °C para a aplicação de adesivo de placa de gesso e tratamento conjunto, texturização e decoração, salvo indicação em contrário pelo fabricante. É necessário tomar extremo cuidado ao usar uma fonte de calor temporária, pois não se pode permitir que a temperatura ambiente exceda 35 °C em nenhuma circunstância.

Deve-se também manter a ventilação adequada na área durante a instalação e o período de cura. Não se pode utilizar placas de gesso onde a exposição à umidade é extrema ou contínua. A placa de gesso não deve, nunca, ser exposta à temperaturas superiores a 51 °C por longos períodos de tempo, por exemplo, não podem ser instaladas próximas a fogões que emitam calor, iluminação elétrica, aparelhos de aquecimento elétrico ou outras unidades de aquecimento ou condutoras de calor.

 

As Dificuldades de Aplicação das Placas de Gesso

Placa de gesso pode ser aplicada sobre a madeira, metal, furring ou superfícies de alvenaria. Ao aplicar a placa diretamente em alvenaria ou superfícies de concreto, é preciso um trabalho exaustivo de alisar e preencher quaisquer irregularidades para garantir uma fixação adequada e uma superfície final aceitável. O furring quando corretamente ligado aos lados interiores das paredes exteriores, fornece superfícies planas para aplicação de fixador padrão e separação suficiente de substratos para superar a umidade nas paredes exteriores, mas toda essa operação demanda muito mais tempo e dinheiro do que quando se utiliza Painéis Isotérmicos.

Não permita que a placa de gesso entre em contato direto com superfícies, como concreto ou solo, com conteúdo potencialmente alto de umidade. O mais comum na construção residencial é o sistema de placa de gesso, no qual as juntas entre os painéis e os cantos internos são reforçadas com fita adesiva e cobertas com um composto de juntas para criar uma superfície adequada para decoração final, um sistema que pode causar alguns transtornos no futuro, e para tentar aumentar um pouco a resistência, os cantos externos são normalmente reforçados com um talão de canto de plástico que, por sua vez, é coberto com um composto comum. Bordas expostas são cobertas com guarnição de metal ou plástico, o resultado é uma superfície lisa e um pouco sensível, que ainda deve receber outros materiais de revestimento.

 

Desvantagens da Placa de Gesso

  • A temperatura deve ser controlada de forma meticulosa para a aplicação mecânica e adesiva da placa de gesso e isso é um pouco incômodo.
  • Deve-se ler com cuidado o manual do fabricante para manter a temperatura durante o tratamento, texturização e decoração em conjunto.
  • A ventilação deve ser mantida adequada durante a instalação e o período de cura na área de trabalho.
  • Onde há exposição à umidade, nunca se deve usar placas de gesso.
  • Expor as placas de gesso ao calor fará com que o material se deteriore rapidamente.

 

O Que é o Gesso de Paris?

Um pó de gesso seco é misturado com água e após endurecer, o material é aplicado sobre uma base de madeira ou concreto para formar uma superfície lisa, isso é chamado de gesso de Paris.

Primeiramente, uma camada de gesso de 6 mm (denominada GDP punting) é aplicada por cima do reboco de cimento para dar um acabamento a ele antes da pintura (esse acabamento pode ser aplicado no Painel Isotérmico). Este é um processo de dois estágios e envolve vários elementos como areia, cimento e água, que devem ser misturados no local. Este processo está sendo lentamente substituído pela aplicação direta de uma camada única de gesso.

O Gesso de Paris pode também ser aplicado diretamente em tijolos, blocos sólidos ou ocos, blocos AAC e placas de gesso.

 

Desvantagens do Gesso de Paris

  • O Gesso de Paris não pode ser usado em paredes externas, pois elas mantêm a umidade. Não pode também ser utilizado em áreas que são continuamente úmidas, como banheiros, por exemplo.
  • GDP é mais caro que o reboco tradicional de cimento (cimento e areia) de mesma espessura. 

 

Área de Aplicação do Gesso de Paris

Pode ser aplicado na superfície interior/teto, porém não pode ser aplicado na superfície externa à medida que é dissolvido na água.

Não é resistente à água, desmancha quando entra em contato com a mesma.

Possui uma resistência muito baixa.

É pouco durável, sua vida útil é menor e, portanto, reduz também a vida útil da tinta.

Deve ser utilizado imediatamente após a adição de água.

Tem baixa condutividade térmica.

Não é provável que cause rachaduras nas superfícies.

Forma uma superfície espessa para resistir a golpes suaves após a secagem.

Pode ser adequado tanto para tinta acrílica como para tinta a óleo.

 

O Que é Drywall?

É um material de construção usado em paredes e teto, com possibilidade de trabalhar o design, incluindo beirais, arcos e outras especialidades arquitetônicas. De fácil e rápida instalação, o material requer reparos simples quando danificado. No mundo da construção comercial, o Drywall é usado para envolver colunas, para ocultar vigas de aço e é uma maneira de cobrir as paredes de alvenaria. É também utilizado por ser resistente ao fogo, pois consegue conter a propagação das chamas.

O Drywall é um painel constituído por sulfato de cálcio dihidratado (gesso), com ou sem aditivos. O gesso fica entre folhas de facetador e papel de suporte.

 

As Aplicações do Drywall

Suas aplicações são muito limitadas, todas elas estão relacionadas a construção civil. Cada uma possui uma forma de instalação diferente e demanda técnica própria.

Por exemplo, para a fixação do forro são usados painéis específicos para teto. Eles são parafusados na estrutura de aço da parede, enquanto o forro fica suspenso com o uso de tirantes em uma laje ou preso ao telhado.

 

Desvantagens do Uso de Drywall

Este material é extremamente vulnerável à umidade pelas características de seus compostos: gesso, papel e aditivos e ligantes orgânicos. Como o principal insumo é o gesso, este amolece quando exposto à umidade e se transforma em uma pasta pegajosa. Caso isso ocorra as paredes de gesso de uma construção precisam ser substituídas. Os revestimentos de papel e os aditivos orgânicos que são misturados ao núcleo de gesso são incríveis acumuladores de mofo.

A utilização de Drywall é possível somente em ambientes internos. Alguns tipos já conseguem resistir um pouco mais a climas adversos, porém ainda não são totalmente resistentes para utilização externa.

 

Vantagens do Uso de Painel Isotérmico de EPS em Comparação com Gesso

A durabilidade do Painel Isotérmico é incrível, ele é a prova de podridão, permanece eficaz durante toda a vida da edificação.

Os Painéis Isotérmicos de EPS são também totalmente recicláveis, no Brasil, temos há muito tempo tecnologia para sua reciclagem, esse tempo de desenvolvimento barateou, e muito, o processo de reciclagem.

O revestimento de locais úmidos deve ser feito com Painéis Isotérmicos, pois este tem uma absorção de umidade extremamente baixa quando comparada a outros materiais, principalmente à base de gesso.

Produtos à base de gesso são extremamente sensíveis quando comparados ao Painel Isotérmico. Se uma parede que utiliza gesso em seu revestimento sofre um forte impacto ou recebe muito peso, sua estrutura pode ser comprometida. Normalmente esse tipo de parede aguenta no máximo 20 kg, mas é importante sempre reforçar a estrutura caso seja necessário aplicar uma carga maior. Já paredes de Painel Isotérmico são extremamente fortes e capazes de aguentar impactos muito maiores.

A qualidade de absorção de impacto de produtos de poliestireno expandido (EPS) garante a proteção quando há algum tipo de acidente durante o manejo em ambientes que contam com Painéis Isotérmicos, quando isso acontece em ambientes revestidos com produtos à base de gesso, toda a estrutura aparente é comprometida.

 

Com tudo que foi apresentado neste artigo constata-se a superioridade de Painéis Isotérmicos quando comparados a materiais com base de gesso.

A Zanotti Refrigeração é uma empresa com expertise em Painéis Isotérmicos em suas mais variadas aplicações. Entre em contato conosco e conheça mais desse incrível produto.

 

Facebook Comments
Painel Isotérmico versus Gesso
Avalie este post

A Zanotti Refrigeração é uma empresa com 60 anos de história especializada na comercialização de equipamentos e utilidades domésticas para cozinha industrial e representante autorizada das principais e melhores marcas do mercado para os segmentos do setor gastronômico, tais como cozinhas industriais, bares, restaurantes, padarias, açougues, empórios, cafeterias, franquias, supermercados, sorveterias, lojas de conveniências, entre outras.

Sobre a Zanotti

sobre a Zanotti

Somos especialistas na comercialização de equipamentos e utensílios para cozinha industrial, fabricação de painéis isotérmicos em EPS, além de montagem de projetos e consultoria para a criação e gestão de negócios do setor gastronômico como: franquias, lojas de conveniências, supermercados, lanchonetes, bares, restaurantes, padarias, açougues, sorveterias, entre outros.

Assessoria Projetos Zanotti

Inscreva- se em nossa newsletter!

Posts relacionados

0 Comentários

Deixe um Comentário